Poesia em Prosa: Saudades da Minha Florzinha



Ando pensando muito em ti
Sentido falta de teu sorriso meigo
Tenho sonhado contigo, com tuas chatices
Flor do meu dia
Flor das minhas primaveras
Flor da minha vida
Florzinha.

Sabe aquela vontade de ir ao cinema?
De perceber que tua mão tá tão suada quanto a minha
Sorriso meio sem graça, nervosismo mútuo
Ainda não me acostumei a me desacostumar de ti
Aquele momento mágico de estar a seu lado
Quetinho, mudo, sorrateiramente feliz

Tenho andado muito emotivo estes dias
Tenho lembrado do cheiro do teu perfume
Que pleonasmo, flores tem perfume próprio
Memória olfativa, coisa de gente que ama
Tenho sentido falta de tudo
Você sempre foi tudo, pra mim.

Lembro de nossas pescarias
Debaixo de chuva
Chuva abençoada
Que se misturava com minhas lágrimas
Lágrimas de felicidade
Por ter você ali, só minha
Me aquecendo com o calor do teu corpo
Me perfumando com teu cheiro de mulher
Cheiro de cio

Saudade de nossos filmes, nossos vinhos
Nossas noites de amor
Como era bom acordar do teu lado
Como era bom dormir do teu lado
Segurando tua mão, beijando tuas costas
E nem adiantava quando  eu me chateava
E brincava de foquinha, virava pro outro lado
Porque você ria... e me pegava do mesmo jeito

Essa saudade é tão estranha
E cada dia aumenta mais
Tem alguma coisa incompleta em mim
Tem alguma coisa que não vivemos
Coisas nossas...
Tá tão forte a vontade de olhar teus olhos
De te apertar num abraço
De não falar palavras
Elas são desnecessárias
Pra quem já muito amou

Flor do meu jardim
És tão especial
Não quero que te modifiques em nada
Pra mim, basta você existir
Te ver feliz é o que me basta
Você está bem? Então eu estou bem.
Mas, tenho te notado abatida, cansada
Com medo, medo de sofrer
Medo de ser feliz...

Ou será que é medo de descobrir
Que acontecendo mesmo, tudo de novo
Tudo aquilo está de volta, mais forte, mais belo
É bom demais pra ser verdade
Esse é o seu medo...
Quer colocar o que sente numa caixinha
Mas o que sente é maior que você

Quanto a mim permaneço aqui
Te admirando da janela
Me tornei melhor, pra ti
É por você que me sinto vivo
Meu sorriso procura o teu
Florzinha tão bela e chata
Saudade do muito que vivemos
Saudade do que deixamos de viver
Saudade do teu perfume
Saudade da tua vida na minha vida
Saudade da minha florzinha.


Raimundo Freire

Comentários

  1. Muito Linda, quando ela olha vai fica muito, feliz ate eu fiquei e sinal, que tudo e muito verdadeiro, que pena que a nossa, vida tem que se a sim cheio de ganhas, e perda abraços, de sua amiga que te admira muito e sempre.

    ResponderExcluir
  2. Que poseia mais linda.Certeza absoluta que sua florzinha irá gostar muito de vê-la."Somos inocentes em pensar que sentimentos são,coisas possíveis de serem controlados.Eles vêm,vão,não batem na porta.Não perdem licença,invadem,machucam.O mais importante é que alegram."
    Paz e luz sempre.Bjos Miz Andrade

    ResponderExcluir
  3. É isso ai meu anjo.Esconder é facil,difícil é deixar de sentir.O tempo ameniza,mas não cura.A novidade preenche,mas não substituí...felicidade sempre que florzinha mas sortuda.Amores são coisas da vida.

    Bjos Miz Andrade.

    ResponderExcluir
  4. Mulher de sorte a tal "florzinha"...

    ResponderExcluir
  5. Vontade de matar essa florzinha...

    ResponderExcluir

Postar um comentário