Crônica: O Desconfiômetro Feminino



As mulheres e suas doces sutilezas... O cérebro feminino possui um mecanismo diferente do masculino, porque funciona sempre buscando as entrelinhas, o que não foi dito, o que não foi escrito. Não adianta, nada do que você faça vai mudar essa realidade. Você diz uma coisa e ela de imediato começa a pensar "o que será que ele realmente quis dizer?".

Ou seja, ela houve perfeitamente o que você diz, mas de imediato raciocina o que você "realmente" queria dizer. Cria fantasias, coloca frases em sua boca, um modo todo especial de ver as coisas. Lhes apresento o desconfiômetro feminino.

Se você dorme um pouco mais cedo ela imagina: eu estou gorda, ele tem outra, ele não me procura mais, ele não me ama mais, por que ele está tão cansado?...Ora, se o cara está cansado é porque acordou as seis da manhã, trabalhou o dia todo e chegou em casa verdadeiramente cansado, só isso.

Se você resolve surprendê-la com flores, ela te recebe com um sorriso, fica toda agradecida, mas intimamente ela repete "ele aprontou alguma coisa"... Ora, será que o pobre coitado não pode mais ofertar flores a uma pessoa que considera especial? Se ele te comprou flores é porque ele pensa em você, é porque se importa com você... Homens não dão flores pra qualquer uma. Pode escrever.

Se o gordinho resolve malhar um pouco, fazer um corridinha, enfim resolve dar um "up" no visual, comprar um roupa nova, um perfume diferente, o que ela pensa? "Ele tá interessado em alguém, tem alguma coisa errada..." Ora, se o dito cujo resolve se cuidar é porque ele realmente tá precisando disso, ou você pensa que os homens também não tem traumas com o espelho, com a balança e com a idade?

Agora pior mesmo é quando você não fala nada, fica quieto, coitado, pensando na vida. Eu já fiz o teste, pode esperar, não dá quinze minutos e ela vem: "amor aconteceu alguma coisa?"... Por outro lado, se você começa a falar demais, sorrir por bobagens, ela logo imagina "por que será que ele tá tão alegrinho? tem alguma coisa errada..."

Por que tem que haver uma "mensagem secreta" em tudo que os pobres maridos e namorados fazem? Por que elas conseguem enxergar um "recadinho pra elas" em tudo? Parece que fica um capetinha soprando no ouvido delas: amiga, confere essa história direito...

Pobres e injustiçados homens... Quantas vezes somos acordados no meio da noite com aquela tradicional pergunta "tu me ama mesmo?". Se você responde  sim, eu te amo, o que ela pensa? Será que esse safado tá falando a verdade? E se você , mesmo por brincadeira, disser que não ama o que ela diz? "eu sabia, eu tiha certeza, eu tinha razão".

É uma infinita capacidade de pensar o que não pensamos, de ouvir o que não falamos, de encontrar "pistas" onde não há absolutamente nada. É uma sindrome de C.S.I, elas descobrem tudo. O que existe e, principalmente,  o que não existe. Meninas, por favor, parem de implicar com os inocentes rapazes, parem de pegar no pé deles.

Façam isso, e eles é que vão passar a dizer: "tem alguma coisa errada".


Raimundo Freire





Comentários

Postar um comentário