Crônica: Feliz Ano Velho!



Creio que a ingratidão é típico do mau caráter. Narra a Bíblia que quando Jesus curou dez leprosos apenas um voltou para agradecer a dádiva recebida. E olha que estamos falando de Jesus de Nazaré, a Luz do mundo, o Rei dos reis. E assim caminha a humanidade... Dois mil anos depois parece que não mudou muita coisa e a fila de ingratos e, naturalmente, infelizes, continua a crescer.

O fim do ano chegou. Felizmente para uns, que não viam a hora do dito cujo encerrar e infelizmente para outros, como eu, que não se cansam de botar os pardos joelhos no chão  e agradecer por esse inesquecível e excelente 2012. Dá vontade de fazer que nem a personagem "Jájá" e gritar aos quatro ventos: "Eu não merecia tanto".

Todo reveillon é a mesma rotina, uma chuva de pedidos para o ano vindouro, muita sorte, muita saúde, muito dinheiro no bolso. E o ano velho, quem se lembra? quem agradece? Quem bate no peito e diz obrigado meu Deus pelo ano maravilhoso que tive, obrigado por todas as vitórias, pelos objetivos alcançados, obrigado por meu trabalho, obrigado por poder trabalhar, obrigado por minha saúde, pela saude de meus filhos. Obrigado por não ser visitado pelo anjo do câncer, obrigado por não ter sido premiado com um acidente de trânsito, obrigado por minhas pernas que me levam a andar, sem reclamar. 

Obrigado por meus olhos, que me permitem ver o quanto tenho sido pouco agradecido por tantas maravilhas em minha vida. Obrigado por minhas mãos que pacientemente seguram meus livros enquanto eu os leio, mudas, sem reclamar. Mãos que me permitem escrever minhas bobagens sinceras. Obrigado por ninguém da minha família ter sido visitado pelo anjo da morte. E quantos param pra agradecer o ano que passou?

O próprio nome que dão já é um Bulling: ano velho. E o pobre do ano velho fica injeitado no seu canto triste, e já esquecido, lugar do passado. O máximo que dizem é "foi bom enquanto durou" e tchau 2012. E tome vestir branco, pular sete ondas, comer lentilha, botar uma calcinha nova pra arranjar um bofe. Mudar de atitude que é bom ninguém quer. Trabalhar mais, estudar mais, se esforçar mais, orar mais, perdoar mais, ser mais caridoso e paciente com os defeitos alheios, que é bom, ninguém quer.

Sejamos agradecidos, inclusive, pelas pequenas dádivas que no final das contas são as que realmente nos fazem felizes. Quem não é reconhecido o suficiente para agradecer o que recebeu, mostra que não está preparado para receber o que gostaria. Abra o seu coração para o agradecimento e você verá que tem recebido muito mais que merecido.

Feliz Ano Velho e faça por merecer um ano, verdadeiramente, novo.


Raimundo Freire.

Comentários

  1. "Penso que cumprir a vida
    Seja simplesmente
    Compreender a marcha
    E ir tocando em frente"(...)

    (Almir Sater)

    Feliz Ano Novo!

    Beijinhos!
    flor de cristal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado "flor de cristal". Seja sempre muito bem vinda ao blog! Feliz ano novo pra você também. Bj.

      [...]Cada um de nós compõe a sua história.
      Cada ser em si. Carrega o dom de ser capaz.
      E ser feliz [...]

      (Almir Sáter)

      Excluir

Postar um comentário