Crônica: Aceite As Pessoas Como Elas São



É tipico do ser humano dizer "não vou com a cara de fulana" ou "gostaria que ele fosse assim, ou assado". É aquele terrível, mas humano, defeito de julgar as pessoas conforme nossa própria ótica, conforme nossa visão de mundo. E saímos por aí nesse joguinho imbecil de dizer como as pessoas deveriam ser. Esquecendo-se que cada um de nós tivemos experiências diferentes, culturas diferentes, níveis de escolaridades diferentes, opiniões e gostos diferentes. Logo, conclui-se o quanto perdemos do nosso precioso tempo em não aceitar as pessoas como elas são.

Não seria mais prudente e sensato aceitar as pessoas como elas se apresentam, sem querer mudá-las? Com seus defeitos e virtudes, com suas dores e suas alegrias próprias. Cada um cuidando de sua vida, fazendo suas próprias escolhas e responsabilizando-se por elas. Já dizia o poeta "devia ter aceitado, as pessoas como elas são, cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração".

Aquela tua amiga prepotente que desfila com um carrão, só vive vestida na moda, ridícula , mas na moda; que só vive em festas, não a inveje é apenas uma criatura insegura que precisa mostrar por fora o que não tem por dentro. Você nem imagina quantas lágrimas aquela maquiagem esconde.

Aquele teu chefe teimoso e exigente, que pega no teu pé, que te desagrada. Sorria e siga em frente, ele está enfermo e nem sabe. Já parou pra pensar quantas responsabilidades pesam sobre os ombros dele? Já imaginou que ele nem dorme direito? Já notastes que ele quase nem tem tempo para a família, se tiver?

Aquele teu familiar ou aquela tua vizinha que só te traz problemas. Já parastes pra pensar que ela é infeliz em si mesmo? Que é portadora de conflitos que procura ocultar de todos? Que faz uma pose de indiferente, mas vive cheio de medos e recalques? Mantenha a tua paz de espírito e segue em frente, auxiliando quando puderes ou se te pedirem, mas não queira mudar a ninguém. As pessoas são o que escolheram ser. Você só pode mudar a si mesmo.

Quem te vê superficialmente não pode te julgar, não pode te analisar ou criticar. Todos nós temos uma batalha diária para enfrentar. Vamos então conceder aos outros o que queremos pra nós mesmos: a liberdade de ser o que se é, e não aquilo que pretendamos que sejam. Aceite as pessoas como elas são. Assim como você também gostaria de ser aceito.


Raimundo Freire.














Comentários

  1. Embora Hobbes tenha afirmado que "O Homem é o lobo de si mesmo" num conceito político, creio que essa afirmativa cabe nessa sua análise. Não bastando as temos feras internas que precisam ser diuturnamente combatidas, ainda temos lidar com as alcateias que nos cercam.
    Ótima reflexão!
    Parabéns pelo texto, meu amigo!
    Abraços,
    Ed

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado minha querida amiga, volte sempre, fico muito feliz de encontrar por aqui.

      Excluir

Postar um comentário