Poesia-Prosa: Mulher Que Ama Ler Poemas



Mulher que ama ler poemas
Mulher que ler poemas quando ama
Mulher especial, poucos a (re)conhecem
Mas é preciso, também, ser especial
Ser íntegro, homem com agá
Pra vislumbrar esse raro cristal
Essa bela guerreira do Axixá.

Mulher que beija a boca de Quintana
Que ao escolher um poeta não se engana
Que se envolve nos braços de Pessoa
E com asas dos poetas ela voa
Que passeia no jardim de Florbela Espanca
Com aquela sangria de ler que nunca estanca
Mulher assim, ainda existe na terra
Fã do Gregório de Matos Guerra.

Amiga jogo aos teus pés
 Este poema feito com gosto
Arremesso em tua face, 
Versos que te beijam o rosto
Mulher que lendo se delicia
Que consome, respira, poesia
Poesia, joias jogadas ao vento
Que cada coração colhe a seu tempo
Coração que chora, que pulsa, que sente
A dor brejeira de um grande amor ausente.



Raimundo Freire

Comentários

  1. Autorizo a reprodução desse texto , desde que citado o autor e o site.

    ResponderExcluir

Postar um comentário