Você é Uma Obra de Arte



Você é uma obra de arte
Que só um gênio poderia pintar
Que só um tolo não sabe contemplar
Não sou gênio, nem tolo, mas faço poema
Para aquela inesquecível cena:
Teu corpo deitado na cama
Com um sorriso de quem ama...
Uma verdadeira escultura
Em versos, te vejo numa moldura
Linda pintura imponente 
A visão poética do desejo
Rimando como um verso caliente
Iluminando esse corpo sertanejo
Suspirando sutil no ouvido
Sílabas de um grito florido...
Ai aquele tesouro no meu castelo
O encontro da arte e do belo
As cores vivas de uma pintura
Pincel perfeito fez tua cintura...
Em êxtase o tempo passou
E aquela imagem não se apagou
Daquela inspiradora musa
Naquela manhã de verão
Deixou um cheiro na blusa
Virou pintura, poema, canção...


Raimundo Salgado Freire Júnior







Comentários

  1. Autorizo a reprodução desta obra, desde que citado o autor e o site.

    ResponderExcluir

Postar um comentário