Amor de Poetisa



Quero namorar uma poetisa
Que conheça a alma humana
Que tenha a rima precisa
Que no amar seja soberana

Não precisa ser uma Florbela
Uma Cecília, Clarice ou Raquel
Basta me acompanhar feito donzela
Numa eterna lua de mel

Poetisa é mulher de conteúdo
Que teus silêncios é capaz de ouvir
Que com palavras de deixa desnudo
Que até com os olhos vai te possuir

Se te apaixonares por uma poetisa
Agarre-a, não a solte jamais
Ela tem a doçura que eterniza
O ardor de moça que pede mais

Se amas uma poetisa
Considera-te homem de sorte
Ela tem a boca que hipnotiza
E o amor que suplanta a morte

Porque amor de poetisa
É exagerado, deveras criativo
Te liberta como uma suave brisa
Te deixa feliz por se sentir cativo..


Raimundo Salgado Freire Júnior



Comentários

  1. Autorizo a reprodução do texto, desde que citados o autor e o site.

    ResponderExcluir

Postar um comentário