Puro e Verdadeiro



Como ouro puro de brilho verdadeiro
Brilha o nosso amor no horizonte
Entre montanhas, serras e quilômetros que nos separam
Está escrita a dor da saudade que nos acorrenta
Uma odisseia que mais parece um filme
Com roteiro escrito a duas mãos
Com encontros perfeitos e despedidas dolorosas
Com abraços intermináveis e beijos inesquecíveis
Com sorrisos autênticos e lágrimas indisfarçáveis
E o que parecia quase nada, virou sempre tudo
E os olhares de carinho e de desejo insistiam em brotar
Como orvalho que beija as flores durante toda uma noite
Nossos beijos se consumiam até o amanhecer
E o tempo, esse carrasco dos amores impossíveis
Não conseguiu desfazer o laço eterno que nos uniu
E mesmo quando estás ao meu lado presente
Sinto saudades como se estivesse ausente
Um amor puro e verdadeiro, o último e o primeiro
Do resto de nossas vidas, um amor tão perfeito,
Feito sob medida, que só cabe em nós dois...


Raimundo Salgado Freire Júnior



Comentários